por

Como aumentar a taxa de entrega de e-mail marketing?

  

email marketing_BmaiscomunicacaoDe cada dez e-mails enviados, somente seis chegam à caixa de entrada de clientes ou targets. O restante ou cai na caixa de spam (15%) ou é perdido ou bloqueado (25%). Por que isso acontece?

Segundo pesquisa feita pela empresa Return Path, uma das líderes mundiais em e-mail intelligence, houve uma queda na entrega de e-mails no Brasil no primeiro semestre de 2013.

A causa principal é a reputação dos domínios. Explico: o aumento considerável de envio de e-mails versus regras mais severas criadas pelos provedores para filtrar possíveis spams, somados à baixa reputação dos remetentes, resultam em uma queda na entrega de mensagens.

“Aqui no Brasil, os índices ainda estão abaixo da média global e isso deve deixar os profissionais de marketing em alerta. Ao apresentar os índices ideais para os fatores que compõem a reputação, nosso estudo pretende orientar o mercado para que possam acompanhar suas métricas, melhorar sua entregabilidade e, consequentemente, os resultados das campanhas de e-mail”, afirma Louis Bucciarelli, country manager da Return Path no Brasil.

O índice de entrega no Brasil ainda é muito baixo de acordo com a pesquisa e isso fica evidente se compararmos com o Canadá que tem 94% de entregabilidade contra apenas 6% que vão para a caixa de lixos eletrônicos.

Dicas de entregabilidade

Dicas email marketing

Existem, entretanto, algumas dicas básicas para que você consiga furar esse “bloqueio”, aumentar a taxa de entrega dos seus e-mails e melhorar a reputação do seu domínio. Veja algumas delas:

  • Escolha bem a empresa que irá enviar os seus e-mails. Procure uma empresa com um índice de entregabilidade alto e com política anti-spam clara e definida. Não tente enviar da sua própria conta de e-mail, pois você não terá o controle de mensurar a taxa de entrega, de abertura e de cliques, por exemplo
  • Envie somente para quem autorizou, quem concordou em receber suas mensagens
  • Não encha a caixa do seu cliente ou target. Defina no máximo dois dias na semana para enviar as suas mensagens
  • Use formulário double opt-in, isto é, peça a confirmação duas vezes ao consumidor que inseriu o e-mail para receber sua newsletter ou baixar algum material da sua empresa. Essa é uma segurança para ambos que de fato aquela determinada pessoa está interessada em fazer parte da sua mala direta
  • NUNCA compre listas de e-mails. Construa sua própria lista, pois certamente será bem mais qualificada e direcionada ao seu nicho de negócio
  • Se relacione com a sua lista de contatos. Não queira vender logo pela primeira vez. Demonstre o seu conhecimento sobre o seu mercado. Ajude os seus contatos (leads) e só depois venda o seu produto ou serviço
  • Envie e-mails que sejam relevantes para o seu público alvo
  • Faça envios segmentados. Dentro de uma lista, faça outras listas secudárias de acordo com critérios pré-definidos

Luciana Lopes - consultora de marketing digital

 

 

LuLopes é publicitária, fundadora da B+ Comunicação, consultora e palestrante em marketing digital, atuante em e-Business desde 2001 e autora no Portal Webinsider.

 

Se você gostou desse post, também irá gostar de: 

O que achou desse post? Deixe seu comentário. Compartilhe.